Differenza

SUGESTÃO PARA APLICAÇÃO DO CONTRAPISO DE REGULARIZAÇÃO

É sabido que uma boa base (contrapiso de suporte) é necessária para o bom desempenho de qualquer revestimento superficial e portanto estamos compilando algumas informações necessárias para se obter um bom contrapiso de regularização. O contrapiso é uma camada de argamassa lançada sobre uma base (laje estrutural ou lastro de concreto) para a regularização do piso. A composição da argamassa do contrapiso é de cimento e areia, traço preferencialmente 1:3 em volume, com teor de água de aproximadamente 20 litros por saco de cimento. Caso a areia esteja úmida recomendamos diminuir a quantidade de água. A espessura mínima recomendada do contrapiso deverá ser de 2,5 cm e a máxima de 7 cm. No caso de alta espessura, acima de 5 cm, recomendamos o uso de tela metálica soldada, tipo pop, com 4 mm de espessura.

Passo a Passo:

PREPARO DO SUBSTRATO
Após limpar a base e retirar todos os restos de argamassa, entulho, quaisquer resíduos de pó, graxas, tintas, vernizes, gesso, ceras e materiais gorduroso. Lavar o piso 24 horas antes de traçar as taliscas, deixando-o na condição saturado e bem hidratado. Caso existam trincas na base, existe a probabilidade desta trinca ser transferida para a superfície do revestimento e portanto tratar essas trincas com tela sintética e argamassa polimérica com adesivo CM-Forte. Após esse procedimento fazer a transferência de nível com o auxílio de um nível de mangueira ou nível laser, a partir do nível de referência.

Marque a altura desejado do contrapiso com uma trena.

Sobre a superfície saturada, porém seca superficialmente
(sem poças) jogue uma camada de Adesivo CM-Forte em
alguns pontos onde deverão ser feitas as taliscas para o
nivelamento do contrapiso.

Polvilhe cimento comum CP-II sobre a mistura.

Com a ajuda de um vassourão, escove a massa. Essa
mistura serve de ponte de ancoragem para se fixar as
taliscas.

Para assentamento das taliscas faça uma mistura de argamassa no traço de 1 saco de cimento CP-II F de 
50kg para 06 latas de 18 litros com areia média / grossa e 01 balde de água com 20 litros.
Obs. A quantidade de água pode dependendo da umidade residual da areia utilizada na obra.

Depois de nivelar a argamassa, coloque a talisca (um pedaço de cerâmica ou madeira)

Com o auxilio de uma trena e prevendo o caimento no sentido dos ralos, conforme o projeto, confira a altura do nível do contrapiso. Faça as outras taliscas do local.

Com um fio esticado, confira a altura das taliscas.

Para uma perfeita ancoragem da argamassa do contrapiso sobre a laje,deverá ser aplicado o Adesivo CM Forte sobre a superfície onde será executado o contrapiso. Tomar cuidado para que esse líquido não seque na superfície.

Em seguida, polvilhe o cimento sobre toda a superfície do Adesivo CM-Forte;

 

Com o auxílio do vassourão, escove toda a área misturando o cimento com o Adesivo CM-Forte e espalhando sobre toda a superfície sem deixar falhas. Não espere secar esta ponte de ancoragem antes de lançar a argamassa de contrapiso para não ter interferência na adesião.

Jogue a argamassa no ponto de farofa no traço de:

* 1 saco de Cimento CP-II F (50kg) 
* 6 a 7 latas de 18 litros de areia média / grossa
* 1 balde de água com 20 litros demais.
* 170 gramas de fibra de vidro NS especial.
(a fibra de vidro evita o fissuramento no estágio plástico)

Com a ajuda de uma enxada, preencha os intervalos entre as taliscas, espalhando a argamassa em movimentos contínuos, e para que não seque rápido demais.

Obs.: A quantidade de água pode variar para menor que 20 litros dependendo da umidade residual da areia utilizada na obra. Nunca colocar mais que 20 litros (01 balde) de água no traço acima. Se a areia estiver úmida, ir adicionando água até uma boa consistência não ultrapassando 20 litros. A consistência desta argamassa deve ser de FAROFA.

A argamassa deve ser compactada com um soquete de madeira. Esse processo deve ser feito até que a 
argamassa do contrapiso chegue ao nível marcado formando assim mestras que serviram para nivelamento do com o fio.

Após compactar com um soquete, sarrafeie com movimentos de vai – e– vem, apoiando a régua de alumínio nas taliscas formando assim mestras que serviram para nivelamento do contrapiso.

Deve-se sarrafear a sobra até que a superfície alcance o nível das faixas em todos os lados da área do contrapiso.

Sobre as falhas e pequenos buracos, coloque um pouco de argamassa e nivele a superfície até ficar totalmente lisa.

Caso a massa pronta do contrapiso acabe e na eventuaçlidade de ter que fazer uma nova massa de contrapiso, é recomendado que seja cortada a massa terminada no sentido vertical, ou seja, 90º, e nesta emenda de parada de execução que seja aplicada uma mistura de Adesivo CM-Forte e cimento para promover a ponte de ancoragem na emenda de execução. Desta maneira eviuta-se que haja perda de adesividade entre as massadas e consequentemente evita-se o parecimento de trincas futuras.

Desempene a massa, alisando-a e dando o acabamento final no contrapiso com o auxílio de uma desempenadeira de madeira e de aço dando um acabamento aveludada e rústico para propiciar a adesão da revestimento especificado.Evitar deixar a superfície lisa tipo queimado.

Um dia após o término de todo o contrapiso proceder com a no contrapiso com o auxílio de uma desempenadeira de correta cura úmida, molhando-o com água 3 vezes ao dia por no mínimo 3 dias e/ou cobrir com lona plástica garantindo que a superfície fique sempre úmida.Recomendamos, após este processo de cura úmida, que sejam feitas juntas serradas com auxílio de disco de makita para se criar pontos de alívio de tensão no contrapiso e evitar as indesejadas trincas. A localização destas juntas serradas deverá estar de acordo com o projeto do piso final. Depois de aproximadamente 10-15 dias o contrapiso já estará pronto para receber o revestimento final.

As informações e recomendações constantes deste informativo técnico são dadas de boa fé e em caráter orientativo e representam os resultados obtidos nos testes e avaliações a que foi submetido. Porém devido às variações de manuseio e métodos de aplicação por parte dos clientes e seus aplicadores, os quais são desconhecidos ou fora do nosso controle, a NS Brazil não poderá dar garantia expressas ou subentendidas sobre rendimentos ou resultados finais.

Fonte: Equipe de Obra - PINI

NS Brazil Tecnologia em Pisos e Revestimentos Ltda.
Departamento Técnico